sábado, 13 de fevereiro de 2010

O Segredo Visto no Espelho

Ela era uma menina de cabelos loiros, olhos castanhos, que demonstrava ter um jeito doce e delicado. Vivia sonhando com uma vida melhor, uma vida perfeita, esperava há muito tempo a chegada de um príncipe vindo de um castelo distante que a levaria para o lugar que sempre havia sonhado.
A verdade, porém, é que embora demonstrasse ser doce, a menina passava por cima de toda e qualquer pessoa que se ousava a contrariá-la, qualquer pessoa que tentava acordá-la para a realidade. Ela possuía segredos que se alguém os revelasse, destruiria toda a sua reputação.
Depois de tanto desejar encontrar o local de seus sonhos, ela de repente estava se vendo em frente às muralhas de um reino. Ainda sem acreditar muito no que estava acontecendo, foi caminhando numa estrada de pedras que havia no meio de extenso jardim. Tudo estava acontecendo de uma forma melhor do que ela havia imaginado.
Ao fim da estrada, ela pode ver o castelo. Com grande alegria, ela correu em sua direção. Era um local incrível! Após o ter explorado, a menina chegou a uma sala com vários espelhos, de diversos tamanhos, ao estar no centro da sala os espelhos não mais refletiram a imagem dela, eles a mostraram a verdade nua e crua.
A garota levou um grande susto ao ver aquelas imagens e saiu correndo para fora do castelo. Quando estava do lado de fora, nada estava como antes, o sol estava sumindo aos poucos e a escuridão dominava o local. Ela gritou por socorro, mas ninguém a escutava, então correu tentando sair o mais rápido possível daquele local. Os galhos dos arbustos haviam tomado vida e tentavam prende-la. Ao conseguir chegar à muralha em que tinha iniciado sua visita ao reino, não sabia mais para onde ir, até que a escuridão chegou até ela.
Aquela menina acordou em sua casa, ainda sem saber direito o que havia acontecido. Ela jura que o que houve foi real, mas o que é certo é que depois da sua experiência com os espelhos, ela nunca mais foi a mesma.
O que ela viu nos espelho? Ninguém nunca soube.

P.S.1.: Ainda não entendo direito o motivo de eu ter feito esse texto, acho que foi um clipe que eu vi e a idéia desse texto não saiu de minha mente.(O que a falta de inspiração não faz!).
P.S.2.: A indicação de hoje é o texto: De Noite.
P.S.3.: Você já se sentiu humilhado(a)? Já se sentiu anormal? Já te chamaram de feio(a)? Então indico o post da Lady Sixties: Eu, A Feia.

4 comentários:

Eduardo Montanari disse...

Isso me lembrou uma versão sombria e bizarra de algúm conto de fadas. Realmente me lembra um clipe também. Não foi o da Courtney Love? Sei lá. Mas não considero isso falta de imaginação, muito pelo contrário.

SCULLYSTA disse...

belo texto levi.e vc ainda diz q esta ruim?????? olha,respondendo sua pergunta,acompanho smallville,24h,alias (na epoca que passava)lost tb assistir as 2 primeiras temporadas,mas a globo da botando muito tarde.csi so de vez em quando assisto na record,house eh show de bola.acho q so.


abraços!!!!!!!!

Beth Muniz disse...

Que fantástico...
No fundo você deve saber o porquê.
Muito criativo, do enrredo ao cenário. Parabéns e um abraço.

Sumie disse...

Muito criativo seu texto,gostei muito por ter me identificado em algumas partes.
Parabéns.